Mary & Japa

17-10-15_mary_e_japa_-323

17-10-15_mary_e_japa_-34

17-10-15_mary_e_japa_-33

17-10-15_mary_e_japa_-981

Dance bem, dance sem parar

Ele a namorava há algum tempo. Decidiu tomar coragem, fez a proposta.  Um   “SIM!!!” como resposta e o casamento marcado.  

Ela já o namorava há algum tempo. Sabia que formavam um par perfeito, afinal enlouquecera na primeira vez diante dele.  Amor à primeira vista. Seus pés tremeram, “me leve com você…

O grande dia foi à beira-mar: famílias, amigos, padrinhos, um oceano todo por testemunha.

Trazendo muita sorte aos noivos a chuva desabou. A noiva não. Nem precisou descer do salto, extravasou a noite inteira na pista de dança.

As marcas de tanta alegria ficaram estampadas até a barra do vestido.  Nenhuma bolha nos delicados pés que as fotografias revelam abraçados a um clássico. Não se trata dos nudes do modelo, mas do nosso Juliana  Bicudo-Retrô,  handide e ouro velho, que entrou nessa festa e dançou bem, dançou sem parar, do início ao fim sem perder a elegância.

Meio ano se passou, mas as memórias do grande dia serão eternas.

Nossa querida noiva até hoje não consegue se desgrudar de seu par, já recuperado de tamanha emoção. Todos continuam casados e felizes para sempre.

* * * * *

#jubicudoporai

Casamento: Mary & Japa

Fotos: Mario Lima

Mari & Gas

mariana_e_renato-0485-copy

mariana_e_renato-0428-copy

mariana_e_renato-0294-copy

mariana_e_renato-0262-copy

mariana_e_renato-0122-copy

mariana_e_renato-0120-copy

mariana_e_renato-0063-copy

mariana_e_renato-0062-copy

mariana_e_renato-0061-copy

Nota Dez

É de Vinícius de Moraes a lição de que a vida é a arte do encontro, embora haja tantos desencontros nessa vida…

Outras são as matérias que as salas de aula nunca poderão suprir. Estudar no mesmo colégio e, depois, ingressar na mesma faculdade, por exemplo, não foi suficiente para que aprendessem desde cedo a mais básica das equações de suas vidas: eu + tu = nós.

E, para atar o NÓS, eles foram se encontrar na universidade, chegando um ao outro na partida do amigo comum, prestes a morar fora, que se despediu de Mari, Gas e muitos outros, sem desconfiar que os dois colegas logo seriam partes de um só todo.

É bastante normal, um paradoxo que a física mais elementar explica, o da proximidade que limita o campo de visão: busca-se encontrar algum horizonte ao longe, procura-se em vão, quando a resposta para tudo que se deseja mirar está bem mais perto do que se imagina, logo ali ao lado, quando não, já dentro mesmo.   

Assim se deu com nosso par. Foi dia de festa, daquelas que não se esquece, qual o subir de escadas dele, bem menos acelerado que os batimentos cardíacos dela. Depois de tantos anos se vendo sem se olhar, cruzando sem se notar, finalmente a teoria de Vinícius era posta em prática.

Apaixonados, foram passando de ano com louvor, onze de namoro ao todo. Já estavam pós-graduados em “Eu Te Amo” quando o casal virou casamento. Para o grande dia, outro grande encontro, Mari escolheu o nosso modelo Juliana Bicudo Retrô handide. Nossa linda noiva fez a lição de casa direitinho: estilo, elegância e conforto, pra dançar a noite toda e os pés não ficarem  de recuperação. Nota 10!

* * * * *

#jubicudoporai

Casamento: Mari & Gas <3

Fotos: Jeff & Gal

Fernanda & Marcelo

fotografosdecasamentoribeiraopretoriodejaneiroestiloamericano37unspecifiedfotografosdecasamentoribeiraopretoriodejaneiroestiloamericanoyfotografosdecasamentoribeiraopretoriodejaneiroestiloamericano94 fotografosdecasamentoribeiraopretoriodejaneiroestiloamericano84 fotografosdecasamentoribeiraopretoriodejaneiroestiloamericano88 fotografosdecasamentoribeiraopretoriodejaneiroestiloamericano54casamento-fernanda-e-marcelo-0060

Plim Plim – Um casamento nada de novela

Casamento é tudo clichê? Fale agora ou cale-se para sempre.

Quem foi que inventou que matrimônio é sinônimo de rotina? Que é tudo igual, repetido, que nem novela da Globo, sem espaço para surpresas?

Uma viagem à Disney selou o compromisso. Não, eles não eram adolescentes quando começaram a namorar. Uma relação tão madura que até dispensou pedido de casamento: enquanto ela fitava os fogos do Epcot Center, o artifício dele foi vesti-la com um anel.

Plim Plim

– Surpresa !!!

– Do Miiiiiickey ?!??? – Ela, real surpresa, já com um ratinho simpático enlaçado ao dedo: – Mas você não vai me pedir?

– Eu já sei a resposta…

Casório marcado. Só mais um mês até o SIM. Ele estirado no sofá, curtindo o futebol, quando ela, euforia, torcida organizada, irrompe em casa, dribla a TV e se lança ao ataque:

Plim Plim

– Surpresa !!!!!!!!!

– Que foi  minha linda?! – Ele, quase reclamando falta, procurando em vão o controle remoto, despreparado para a maior surpresa: – Ganhamos na mega-sena, Momô?

– Pedi demissão Bobô!!! Agora tenho o mês inteirinho pra cuidar da nossa festa!!!

Ao fundo, o som do Fla-Flu pegando fogo na telinha e a voz incrédula do Galvão Bueno:

– Pode isso, Arrrrrrnaldo?!

– Marcou, tá marcado! Não pode voltar atrás não. A regra é clara, segue com o juiz.

O aviso prévio casamento voando e uma semana inteira de sol cuidou de secar a grama e carregar as últimas energias pro grande dia. A noiva se esmerou nos preparativos e foi merecidamente recompensada – “Às vezes achei que não fosse conseguir mas deu tudo certo”.

Uma festa TODA ao ar livre. Um casamento dançante no jardim pedia outro par perfeito. A escolha da noiva foi nosso Juliana  Bicudo-Retrô,  handide e ouro velho.

O capítulo final dessa feliz data, mas não do romance, é descrito pela nossa destemida protagonista: “A lembrança que tenho do dia é que foi o dia mais feliz da minha vida. Esperei minha vida toda por ele e posso dizer que foi mais do que imaginei”.

E eles continuam dançando felizes para sempre.

* * * * *

#jubicudoporai

Casamento: Fernanda & Marcelo

Fotos: Old Love

Érika & Guilherme

jubicudo_rosental_thekreulichs005

erikaguilherme_thekreulichs072

erikaguilherme_thekreulichs192

erikaguilherme_thekreulichs229

erikaguilherme_thekreulichs295

erikaguilherme_thekreulichs471

Permitido pisar no jardim

Festa de casamento sem pétalas não dá pé.

Qual os contos de fadas e outras fábulas de princesas, o enredo do clássico de hoje não dispensa as sementes de uma boa história de amor: uma travessia para terras distantes, um reencontro, uma conquista e uma celebração. E é claro, um sapato encantado!

Um pedido único, decidido, sem floreios.

Pasta de dente (herbal?) no espelho do banheiro: “CASA COMIGO?”.

O namoro adolescente que brotou, resistiu a intempéries, amadureceu e floresceu para ser colhido em casamento, tendo o Rio de Janeiro por cenário. Belo jardim.

Não se economizou em paixão, alegria, comunhão e… flores, muitas, uma aquarela de flores.

A deusa noiva foi à prova e, decidida, fez duas únicas exigências: que seus sapatos de pelica fossem poupados do ritual da quebra do copo de cristal; e que pudesse dançar a festa inteira pisando no jardim.

Ora, com todo respeito à Deusa Flora, as fábulas contemporâneas podem ser politicamente incorretas sim senhora. Senão fica óbvio e chato demais, não combina com as princesas modernas que dispensam monotonia no casamento.

Enfim, entre tantas margaridas, astromélias, gérberas, rosas, pisando no jardim, ou melhor, desfilando nos pés da Cinderela, nosso modelo Pétalas, na combinação ________________________, a fina flor de um clássico colhido por Juliana Bicudo.

E você? Já pegou o seu buquê?

* * * * *

#jubicudoporai

Casamento: Érika & Guilherme

Fotos: The Kreulichs